3 Dicas para não queimar a imagem da sua empresa na Black Friday

Começa amanhã mais uma “Black Friday”. E a sua empresa está preparada para isso?

A Black Friday, ou sexta-feira negra, é uma tradicional promoção americana que acontece depois do Dia de Ação de Graças, para liquidar os estoques das empresas.

Há alguns anos as empresas brasileiras entraram nessa onda e aos poucos a data virou febre e foi incorporada no calendário comercial do país.

O grande problema é que, na ânsia de aproveitar a data de qualquer forma, muitas empresas “queimaram” o filme ao oferecer promoções enganosas – aumentam os preços dos produtos no início do mês e depois oferecem o produto pelo preço normal como se fosse promoção, problemas de estoque e logística na entrega ou oferecem mais do que podem entregar.

Tudo isso fez com que a promoção ficasse conhecida no país como “Black Fraude – Tudo pela metade do dobro”.

Com o consumidor cada vez mais desconfiado e com crise financeira do país, que ainda não passou por completo, vale algumas dicas para a sua empresa se preparar para a data e conseguir superar esses obstáculos para obter bons resultados. Confira:

1) Qualquer desconto vale?

Sem mencionar as propagandas enganosas, um dos grandes erros das empresas na Black Friday é oferecer qualquer desconto em produto ou serviço, de forma aleatória, somente para não ficar de fora da data.

Para empresas que vendem produtos de compra por impulso, talvez qualquer 10% ou R$10,00 de desconto já seja suficiente para atrair vendas.

Mas, com o consumidor cada vez mais atento e exigente, essa regra não se aplica a qualquer coisa. E, se a sua empresa trabalha com produtos e serviços de valor agregado, que demandam maior análise para contratação, não será qualquer desconto que vai alavancar a venda.

Muitas vezes, oferecer uma condição especial de pagamento- parcelamento, maior prazo para pagamento da entrada, entre outros; ou criar “Pacotes de Serviços” – agregando outros produtos ou serviços complementares; pode ser muito mais útil e atrativo para o seu consumidor.

Para uma empresa de software, por exemplo, oferecer um treinamento gratuito poderá atrair quem compra e será vantajoso para quem vende, pois pode diminuir demandas de suporte.

Para uma agência de comunicação e marketing digital, também como exemplo, oferecer um diagnóstico agregado ao Planejamento de comunicação e Marketing será vantajoso para o cliente e vai facilitar o trabalho da própria agência.

Por isso, antes de mais nada, a empresa precisa entender o seu mercado e o seu perfil de público consumidor – o que ele precisa, o que pode ser útil para ele, o que realmente será diferencial.

Assim poderá oferecer produtos e serviços com condições que realmente sejam atrativas para o seu cliente e façam ele tomar a decisão da compra.

2) Basta fazer um anúncio para vender muito?

Não! Definitivamente não basta apenas fazer alguns anúncios e investir uma verba em campanhas pagas para ter o retorno esperado.

É preciso um planejamento completo:

  • Mapear as mídias digitais que o público usa;
  • Mapear mídias tradicionais que vão agregar para a campanha;
  • Avaliar o quanto investir;
  • Planejar como e quanto investir em cada mídia;
  • Programar os materiais gráficos digitais e/ou impressos – pensar nas mais diversas formas: vídeos, GIFS, banners, folders, panfletos, filipetas, brindes, entre outros;
  • Pensar nos canais de venda – loja, callcenter, site, landingpage, loja virtual;
  • Estruturar os canais de atendimento – Chat, SAC, 0800, atendimento comercial;
  • Planejar o pós-venda: logística de entrega, atendimento, avaliação da satisfação.

É importante que a sua empresa saiba que toda e qualquer promoção envolve o processo completo de venda de um produto, que vai desde a escolha do que será comercializado, público-alvo, divulgação, distribuição e acompanhamento.

O menor detalhe pode fazer a diferença, positiva ou negativa, no processo.

3) Promoção é apenas vender mais?

Para empresas que pensam apenas no curto-prazo, a Black Friday pode ser a chance de liquidar estoques ou fechar a balança de vendas do ano.

No entanto, para quem pensa no médio e longo prazo, a data também pode ser uma ótima oportunidade para estabelecer ou estreitar o relacionamento com o seu cliente atual.

Pode parecer bobagem, mas, ao oferecer uma condição diferenciada para o seu cliente– seja um desconto maior, um serviço agregado, o lançamento prévio da campanha, entre outros; você mostrará para ele que valoriza a sua fidelidade com a empresa.

E, nem é preciso dizer que as pessoas gostam de se sentir valorizadas e diferenciadas, não é mesmo?

Um pequeno detalhe, poderá fazer uma grande diferença na tomada de decisão de uma compra futura ou na indicação de novos clientes para a sua empresa.

Então, as dicas são: entenda o seu mercado e o seu público, planeje o seu processo de venda desde a definição do produto até o pós-venda e aproveite a data para estreitar o seu relacionamento com o seu cliente atual.

Para empresas que se planejam e se se estruturam, a Black Friday passa longe de ser uma fraude, sendo, na verdade, uma ótima oportunidade de gerar vendas e fidelizar os clientes.

Aproveite!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *